Origens e implicações do funcionamento da Câmara dos Deputados em tempos de pandemia: notas sobre o Sistema de Deliberação Remota (SDR) e o papel das novas tecnologias
Author
Batista, Cristiane Corrêa; Santos, Fabiano Guilherme Mendes
Publisher
Brasília : Câmara dos Deputados, Centro de Formação, Treinamento e Aperfeiçoamento
xmlui.dri2xhtml.METS-1.0.item-isversionof
2021
xmlui.dri2xhtml.METS-1.0.item-ispartof
E-Legis - Revista Eletrônica do Programa de Pós-Graduação da Câmara dos Deputados
xmlui.dri2xhtml.METS-1.0.item-citation
E-legis, Brasília, Edição especial, p. 57-69, março 2021
Abstract
O dia 13 de março marca o início do afastamento social no Brasil por conta da pandemia causada pela Covid-19. Quatro dias depois, a Câmara dos Deputados institui o Sistema de Deliberação Remota (SDR), realizando sua primeira sessão virtual no dia 25 do mesmo mês. O artigo tem por objetivo descrever o micro processo que viabilizou a retomada das atividades de plenário da Câmara tão rapidamente. Através de respostas a questionários semi-estruturados aplicados a atores chaves no processo, mostramos que o investimento prévio em tecnologia e em informação dotou o parlamento de autonomia visando manter suas atividades.
Subject
Brasil. Congresso Nacional. Câmara dos Deputados
COVID-19, Brasil
Processo legislativo, inovação, Brasil
Votação (processo legislativo), Brasil
Sistema de Deliberação Remota (SDR)
Date
03/2021

Show full item record Show simple item record



Files in this item

Name: Size: Format: Visualização
origens_implicações_batista.pdf 167.3Kb Adobe/PDF Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Ver coleção por

My Account

Discovery