Exportar estatísticas

Jornalismo de checagem de fatos como intermediário da transparência pública: uma análise comparada entre países
Author
Ferracioli, Paulo
Publisher
Brasília : Câmara dos Deputados, Centro de Formação, Treinamento e Aperfeiçoamento
xmlui.dri2xhtml.METS-1.0.item-identifier-issn
2175.0688
xmlui.dri2xhtml.METS-1.0.item-ispartof
E-Legis - Revista Eletrônica do Programa de Pós-Graduação da Câmara dos Deputados
xmlui.dri2xhtml.METS-1.0.item-citation
E-legis, Brasília, n. 38, p. 106-126, maio/ago. 2022
Abstract
Para concretizar a acessibilidade da transparência, organizações intermediárias, como o Jornalismo, exercem um papel de destaque ao repassar ao público os dados disponíveis. O objetivo desse artigo, portanto, é compreender como as agências de checagem de fatos se aproveitaram dos recursos de transparência pública para construir seus textos. Foi realizada uma investigação comparada de quatro agentes de países distintos: Agência Lupa (Brasil), Factcheck.org (EUA), Pagella Politica (Itália) e Correctiv (Alemanha). Em todas, informações fornecidas pelo Estado em suas páginas de Internet (ou seja, transparência ativa) foram a principal fonte: em ordem, 63,5% (Brasil), 53,4% (Itália), 52,7% (EUA) e 29,2% (Alemanha) dos textos se valiam de dados públicos para suas conclusões.
Subject
Transparência pública, Brasil
Jornalismo político, Brasil
Acesso à informação, Brasil
Date
2022

Show full item record Show simple item record



Files in this item

Name: Size: Format: Visualização
jornalismo_checagem_ferracioli.pdf 396.1Kb Adobe/PDF Thumbnail
fact_checking_ferracioli.pdf 384.4Kb Adobe/PDF Thumbnail
periodismo_verificacion_ferracioli.pdf 451.8Kb Adobe/PDF Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Discovery