Exportar estatísticas

Negros, mulheres, pobres, ricos, letrados ou não: uma perspectiva histórica do isabelismo no Brasil
Author
Souza, Arthur Danillo Castelo Branco de
Publisher
Associação dos Consultores Legislativos e de Orçamento e Fiscalização Financeira da Câmara dos Deputados
xmlui.dri2xhtml.METS-1.0.item-identifier-issn
1677-9010
xmlui.dri2xhtml.METS-1.0.item-ispartof
Cadernos Aslegis
xmlui.dri2xhtml.METS-1.0.item-citation
Cadernos Aslegis, n. 63, p. 187-237, jul./dez. 2022.
Abstract
O artigo discute a ação dos isabelistas na década de 1880, descurada pela historiografia. Misto de engajamento social, militância política e forte religiosidade por parte do grupo mais ao redor da herdeira do trono, o isabelismo reuniu os abolicionistas políticos, que visavam o Terceiro Reinado para sua ascensão ao poder, assim como mulheres (e homens) da aristocracia imperial que desejavam a manutenção da Monarquia com reformas profundas, sempre atravancadas historicamente pela preservação da escravidão. No pós-abolição, esboçou-se a formalização do Partido Abolicionista enquanto União Nacional, ao menos em Pernambuco, enquanto no Rio de Janeiro outro nome poderia ter surgido.
Subject
Abolicionismo
Catolicismo social
Monarquia
República
Pós abolição, cidadania negra
Realeza brasileira, nobreza
Isabel, Princesa do Brasil, 1846-1921
Description
Possui referencia bibliográfica.Cadernos ASLEGIS n. 63, 2º de Semestre 2022
Date
2022

Show full item record Show simple item record



Files in this item

Name: Size: Format: Visualização
negros_mulheres_souza.pdf 596.8Kb Adobe/PDF Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)